Nos dias 9 e 10 de abril do presente ano de 2021, decorreu por via digital o Curso de Primavera – 24h de Neurogastrenterologia. Após abertura do curso pelos presidentes da SPG, Prof. Rui Tato Marinho, e do NMD, Dr. Eduardo Pires, o primeiro dia foi dedicado ao tema “Relação médico-doente”, pedra basilar de toda a prática clínica e cujo valor nunca deverá ser esquecido. Foi neste sentido, que o Bastonário da Ordem dos Médicos Dr. Miguel Guimarães deu uma conferência, expondo a importância do tema na era atual. Seguiu-se uma mesa redonda na qual foi realçado o valor da comunicação, apresentados novos modelos de comunicação e colocado o dilema do recurso à inteligência artificial em Medicina. O segundo dia foi dedicado ao tema “Dispepsia”, com enfoque tanto na abordagem diagnóstica, como terapêutica. Para o efeito foi utilizado um modelo de exposição teórica intercalado com análise prática de casos clínicos para identificação de erros comuns. Este dia do curso contou com a presença de palestrantes médicos nacionais e internacionais (pela pessoa do Prof. Cecílio Santander) e também de nutricionista e psicólogo dada a multidisciplinaridade que o tema exige.  O dia terminou com uma demonstração ao vivo do Dr. Eduardo Pereira na qual as imagens ecográficas, enquanto forma de comunicação, ganharam uma dimensão terapêutica.

Tratando-se de um curso dirigido a internos de formação específica em gastrenterologia, representou mais uma oportunidade de formação em neurogastrenterologia, área cuja importância tem sido cada vez mais reconhecida, como demonstrado pela participação de 77 internos. No final do curso foi lançado o desafio aos internos, de colaboração na redação de um livro, sobre o tema “Dispepsia Funcional”, com excelente adesão.

Mantem-se assim o desafio de manter viva a formação em neurogastrenterologia, pretendendo-se organizar ainda este ano, um novo curso de formação, mas desta vez, esperamos todos, de forma presencial.

A Direção do NMD